Brasa!

Brasil:
Vermelho-brasa,
Vermelho o chão.
De sangue,
De matas,
índios,
negros,
E camponeses.
O chão empapado
Por massacres
Não contabilizados.
Em mais de 500 anos nada mudou.
Aqui nada muda!
Planta-se mudas de morte,
Que deixam nossa gente muda.

Advertisements